Ela que por um instante passou

Standard

Mulata, Di Cavalcanti

Quadro "Mulata", Di Cavalcanti

Rotina cantada

Ela vestiu a pele na cor de sua roupa.
Calçou o dia com o pouco orgulho que restava.
Cruzou a passarela de cimento com os pés descalços.
Amor mulato à família e o fardo levado nas canelas.

Lembrar das panelas como resultado do seu maior esforço.
A felicidade farta dividida na satisfação dos seus e dos outros.
E o que sobra é o suor na testa compartilhado através do grito.
Àqueles com quem convive e revive a própria rotina encantada.

Em movimento, vejo esta cena no recorte de uma janela.
Uma vida que nada sei e apenas invento, acrescento.
Uma história que se desenrola em meu simples conforto.
Distante daquela que conheço e desconheço em palavras.



Anúncios

2 thoughts on “Ela que por um instante passou

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s