Poema para dançar em tempos de falta

Standard

amores expresso montagem

Foto montagem com imagens do filme "Amores Expressos", 1994

Linha imaginada

Hoje acordei com preguiça e cocei a vista.
Uma luz atrevida brincava em meu rosto.
Cantarolava baixinho e me dizia ser dia.

Hoje acordei num desconforto meio torto.
Lembrei de ter você dormindo ao lado.
Que às vezes acordava e me sorria pouco.

Hoje acordei em lamentos nesta lembrança.
Da criança que desenha a linha e me cansa.
Linha imaginada por nós dois amargurada.

Agora deslizo no espaço vazio e me vejo tenso.
Lá se foi do meu corpo mais um fragmento.
Emoção tão latejante! Fez-me lembrar a dança.

Anúncios

7 thoughts on “Poema para dançar em tempos de falta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s