O poeta que desconstruiu o seu invento

Standard

St Joseph, 1642, de Georges de La Tour

St Joseph, 1642, Georges de La Tour

Frágil poeta de ideias

Aquilo que agora escrevo e ostento.
Vem o vento e pirata o leva lento.
Derruba em meu colo texto lamacento.
Este solo de ideias carentes de alento.

Verso cru criado sonoro modorrento.
Faz dobra esta obra que mal invento.
E sobra à rima pobre do nobre intento.
Terminar como vela em cego lamento.

Anúncios

5 thoughts on “O poeta que desconstruiu o seu invento

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s