Quando o sono falta conto

Standard

Polina Yakovleva

Ilustração de Polina Yakovleva

Diário do acordado

Hoje o dia correu tanto
E eu aqui moído pranto.
Vida sobra noutros cantos.
Falta calma neste manto.

Tenho sina, gritam tanto.
Perco a frase, solavanco.
Conto curvas onde ando.
Recomeço, só lavando.

Anúncios

2 thoughts on “Quando o sono falta conto

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s