Poema para os amores equivocados

Standard
Ilustração de Cori Dantini

Ilustração de Cori Dantini

Poesia equivocada

O que sobrou de nós dois foi apenas uma poesia.
Uma hipocrisia, pois a segunda atrevida se cria.
Versos meus, evito lembra-los do quanto sorria.
Dedico rima pobre para quem facilmente já ia.
Então prossiga e veja se encaixa noutra fantasia.
Inspirações tenho tantas para amar em demasia.

Poema dedicado à amizade

Standard
chaplin o garoto

O garoto (The Kid, dir. Charles Chaplin, 1921)

Dividir

Quero saber dos seus mistérios
e somente arrancar sorrisos
desses olhos por vezes sérios,
tristes, sóbrios e contemplativos.
Da vida, precoces sentidos
que aqui, por nós, queremos e
dividimos.

Quero explorar a intimidade.
Compartilhar o vivido e divorciar o sofrido.
Entrelaçar carinhos bobos, solícitos.
Aclamar leituras, sons e versos polidos.
Para fazer-te bem, paz e amigo.
A vida, que de novo, insisto e repito
dividimos.